segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

A Desgraça é Cor de Vinho

Somente depois de derrubar uma garrafa de vidro de um litro de suco de uva no chão da cozinha, vejo que dia algum pode ser perfeito.
Em duas horas de limpeza com a minha paciente mamãe, catando minúsculos cacos de vidro verde com papel higiênico levemente umedecido e esfregando o chão então roxo-azulado da cozinha, muitos pensamentos de "por quê não tomei mais cuidado?!" me passaram pela cabeça e refleti muito sobre minha vida. Vi que antes disso, poucas coisas materialmente danosas me aconteceram.
Seria um sinal de que Deus existe, portanto, para me mostrar como minha vida é boa?
Mas caramba, Meu Chapa, eu aceitava só um e-mail como sinal divino.

4 comentários:

Thomas Fensterseifer disse...

sempre tu e tuas desgraças, haha.

mais uma vez só posso dizer que ficou ótima. como escreves bem, eu não sou assim, apesar de ter um blog e blá blá. parece que em ti as palavras fluem.

-> rodrigo disse...

Faça um comentário

Desce uma cachaça?

hey, isso foi divertido :D
nada como o azul da fanta uva e de suco de uva com tingimento, da até medo
mas fazer o que né, é tão bom

Guilherme Hoerlle disse...

Envelhecida.

Pô. Legais os textos. Tens jeito.

hasta

goldi disse...

sabe como se faz pra catar cacos de vidro?
passa uma fatia de pão de forma no cão que todos os caquinhos grudam bem no pão.
:D
família manguacera, é isso que eu fasso no fim das fetas quiem casa...